Utilidade pública: veja como acabar com a indústria de multas de trânsito


Por Lúcio Big/ Distrito Federal

Segurança Pública



Pesquisa recente mostrou que nós, motoristas de Brasília, somos os mais multados do país. É 1,62 multa para cada dois habilitados da cidade.

Também pudera, né?!


Poucos são os metros que separam os impiedosos “pardais” (é como chamamos em Brasília aqueles radares de velocidade que ficam pregados nos postes), uns dos outros. Eles ficam ali, em constante vigilância, quase macabra, aguardando por nós, indefesos e apressados motoristas.


Leia mais


Mas os pardais sem asas não estão sozinhos…

Suas parceiras de trabalho, as barreiras eletrônicas, sem qualquer compaixão pelo atrasado da hora daquele pai de família que corre todos os dias para não chegar atrasado ao trabalho, multa qualquer um que exceda a margem de tolerância da via.

Não há, porém, nada de tão ruim que não possa piorar.


Justamente naquele dia que o celular, por um motivo sórdido qualquer, não disparou o alarme às 6h da manhã, a pobre e atarefadíssima mãe – que se transforma em verdadeira “mulher maravilha” todos os dias para conseguir preparar o café da manhã, acordar os filhos, prepará-los para irem ao colégio e ainda ter que chegar às 8h no trabalho – ao passar por aquele impiedoso agente do Detran que friamente anota as placas dos “infelizes apressados” do dia, é multada por excesso de velocidade.


Isso tem que acabar!

Não é possível que continuemos pagando pesadas multas devido aos olhares desumanos dos pardais, das barreiras eletrônicas e até dos atrozes agentes do Detran…


Temos que acabar com a indústria de multas e eu já sei como fazer. E digo, é muito simples. São apenas dois passos a seguir e aqui estão eles:

1º – ler e entender o Código de Trânsito Brasileiro que está disponível neste endereço;

2º – respeitar todas as suas regras.


Veremos que a “indústria da multa” perderá produção e faturamento, e nós economizaremos algumas centenas – ou milhares – de reais por ano.

Ah, sim. Já ia me esquecendo. Levante 30 minutos antes todos os dias e verá que o tempo ganho será suficiente para fazer tudo o que você já faz hoje, e sem correria.


Lúcio Big é Diretor-presidente do Instituto OPS, e fundador da Operação Política Supervisionada (OPS), Lúcio Big mantém blog e canal no Youtube voltados para a fiscalização de gastos públicos, à disseminação da necessidade de se fazer parte do Controle Social e da vida política do país.

Rua Alexandre de Barros, 67 - Chácara dos Pinheiros (Coxipó)
Cuiabá-MT - Cep 78080-030
Tel: (65) 3661-1944 | +55 65 9 9235-2546- E-mail: aabbcba@terra.com.br