Atletas de Cuiabá andam 500 Km e acham ouro em Sinop



Foi uma viagem longa e cansativa, que obrigou os atletas da AABB Cuiabá a embarcar por volta da meia-noite de quinta-feira para chegarem na sede dos jogos na manhã do feriado de 7 de setembro e se dirigirem até o Clube pouco tempo depois do check-in no hotel. Mas o sacrifício valeu a pena: eles conquistaram medalha de ouro em quase todas as competições esportivas que disputaram. Se a AABB Cuiabá já tinha um grande prestígio, agora então tem muito mais. A magia do esporte é uma coisa linda e contagiante, e o Clube de Cuiabá mostrou que, além de ser uma empresa de lazer, é também uma grande escola de campeões em todas as modalidades esportivas.


A delegação da AABB Cuiabá desembarcou em Sinop com atletas para competir nas modalidades de futebol adulto, futebol master, futebol supermaster, futsal, futevôlei masculino, sinuca e vôlei de areia, com dupla feminina, dupla masculina e 4x4. As únicas medalhas de ouro que os atletas de outras AABBs levaram da gente foram no vôlei de areia 4 x 4, vôlei masculino e futebol adulto. Em todas as demais competições só deu Cuiabá, e vale dizer que a dupla masculina do vôlei de areia disputou a final até o último pontinho do set de desempate, numa partida contra Sinop que certamente entrou para a história das JESABs como uma das mais empolgantes e mais disputadas. Mesmo jogando em casa e incentivada pela torcida, a dupla vencedora teve que suar a camisa para vencer os nossos atletas Paulo e Guilherme.


Também não ganhamos nada no futebol adulto, é verdade. Mas a vitória do adversário aconteceu no tapetão. Por uma alteração de horário dos jogos em pleno feriado de 7 de setembro, que a AABB Cuiabá e seus jogadores não ficaram sabendo em tempo, a equipe da categoria adulta não entrou em campo ao meio-dia de sábado para o jogo contra Poconé e acabou desclassificada. Para os atletas e também para a AABB Cuiabá, o jogo seria à tarde. Uma pena, pois a equipe tinha grandes possibilidades de conquistar medalha de ouro, sendo inclusive apontada pelos colegas das outras equipes de Cuiabá como a mais favorita entre elas. O time jogou apenas uma partida, na noite de sexta-feira (7), ganhando de Sorriso por 3 x 0. Já o time de Poconé, que ficou com a vaga sem jogar, foi derrotado pelo Sinop na final. Vida que segue.




Se os jogos tivessem sido encerrados na sexta-feira, Cuiabá teria trazido apenas ouro para casa, porque ganhou tudo que disputou. Em seu primeiro jogo, o nosso time de futsal encarou a equipe de Barra do Garças, e o placar por de 6 x 0. No futebol também foram 3 vitórias tranquilas, com placar de 2 x 1 contra Colíder (supermaster), 6 x 1 contra Jaciara (master) e 3 x 0 contra Sorriso (adulto). Na sinuca o Medina confirmou o favoritismo sagrando-se campeão, e o Erivelton foi vice-campeão ainda na sexta-feira. No vôlei de areia ganhamos todas as competições de sexta-feira, mas os jogos decisivos aconteceram no sábado, quando Priscilla e Ieza deram show e foram campeãs. A primeira medalha entregue foi a do futevôlei, cuja final teve Felipe e Jackson de um lado e os irmãos Fiorenza (Ítalo e Totó) do outro, representando Poconé. Felipe e Jackson foram campeões.




No segundo e último dia de competição, a galera do futsal conquistou a medalha de ouro ganhando de 4 x 2 contra o Colíder e de 3 x 1 contra o Poconé.


Sob o comando de Medina, Cuiabá (categoria master) goleou o Barra do Garças por 6 x 0. Todos foram gigantes em campo: Bia, um paredão; Moreno, veloz e difícil de marcação; e Luiz André, o matador (balançou a rede do adversário 4 vezes somente ele!).


Já o time do supermaster, sob o comando do treinador Rocha (o Bia) e também auxiliado pelo Nelinho, ganhou as 3 partidas que disputou, por 2 x 1, 1 x 0 e 2 x 0.


Edmilson fez 2 gols importantíssimos para a classificação durante as competições; o goleiro Ezemar fez 2 defesas decisivas na final; e Olavo fez o gol que certamente foi um dos mais bonitos desta Jesab (percebendo que o goleiro do adversário estava sempre adiantado, o baixinho dos campeões meteu uma 'bomba' por cobertura). A final foi contra Sorriso.




No apito final, alguns jogadores choraram de emoção. Ezemar justificou as lágrimas explicando que a conquista foi fruto de muito trabalho. "A gente tem uma equipe muito boa lá na AABB. Tivemos o Víctor, o Ziza, o treinador do futsal Jean Samurai (Jean Douglas Kanashiro e o Fiorenza, essas pessoas precisam ser lembradas nesses momentos, porque o que eles trabalharam é brincadeira. Temos que lembrar a todos, também, que as nossas famílias ficaram lá (em Cuiabá) neste final de semana. Muitos tinham compromisso com a família e deixaram desse compromisso para estar em Sinop. Não aconteceu apenas comigo não. Aconteceu com todos os jogadores que estão aqui. Fazia muito tempo que o Cinquentão não ganhava, e só eu sei o sacrifício que foi para eu estar aqui jogando. Vocês sabem que decidimos de última hora que eu seria o goleiro do time, e para mim foi uma satisfação imensa. Agora é só comemorar, meus amigos".




O jogador Max Rezende dedicou a taça e a medalha aos familiares que também deixou em casa durante os jogos em Sinop. "Em nome de todos os jogadores, agradeço a vocês da família pela compreensão, porque não é fácil deixar vocês aí pra vir jogar, mas olhem aí o resultado! Isso aqui também é uma família", completou ele, apontando para os demais jogadores em festa.


Após arrebatar quase todas as medalhas das modalidades esportivas que disputou em Sinop, delegação da AABB Cuiabá voltou pra casa feliz e com o senso do dever cumprido. A resenha dos jogos aconteceu dentro do ônibus, durante o regresso. Muitos atletas retornaram de Sinop em veículos próprios, mas quem veio de ônibus viajou comemorando as conquistas e relembrando os melhores momentos. Alguns tentaram dormir, mas poucos conseguiram, porque a euforia foi grande. Márcio Água Boa, Bruno Sarará, Medina, Pelé e Max Rezende, dentre outros, mantiveram a comitiva acordada na maior parte do tempo, enquanto o Peixe e o Esquerdinha cuidaram para que não faltasse bebida pra ninguém.


Campeões do futsal





Amigos há mais de 10 anos na AABB, tudo para eles é motivo de alegria. Na avaliação dos atletas, o sucesso na Jesab Sinop aconteceu em função, principalmente, da amizade entre eles. Em cada time da AABB Cuiabá que jogou na capital do Nortão de Mato Grosso tinha sim algum craque, ex-jogadores do futebol profissional, como é o caso de Moreno, Edmilson e Rinaldo Mello. Mas os atletas são unânimes em reconhecer que o elo de amizade entre eles é a mola propulsora de tantos campeões. Muitos deles são sócios da AABB há mais de 10 anos e jogam juntos todas as semanas. Alguns revelaram, inclusive, que chegaram a ter problemas conjugais por causa dessa paixão pelo futebol na AABB, porque após os jogos tem sempre a resenha, que se estende noite adentro e nenhum jogador quer perder. Teve gente que arruinou o casamento por causa disso, mas a maioria conseguiu driblar a situação, convencendo a esposa a ir com eles para o churrasquinho animado pós-partida. E a presença das famílias dos atletas trouxe ainda mais alegria aos eventos esportivos do Clube.


Rua Alexandre de Barros, 67 - Chácara dos Pinheiros (Coxipó)
Cuiabá-MT - Cep 78080-030
Tel: (65) 3661-1944 | +55 65 9 9235-2546- E-mail: aabbcba@terra.com.br